segunda-feira, 22 de junho de 2015

ISTO É TÃO INÊS || 50 Factos Sobre Mim (oh shit!)

Fotografia da minha autoria, por favor, não a utilizar sem autorização prévia

  1. Gosto de muita pouca fruta;
  2. Quando estou a conduzir adoro ouvir Cranberries;
  3. Detesto rotundas, acho as rotundas um perigo;
  4. Odeio palhaços;
  5. Quando tinha 5 anos, num casamento, roubei a noiva em boneco do bolo porque era o Mickey e a Minnie e fiquei maravilhada. Demoraram uma hora a descobrir o furto e a noiva ofereceu-me a boneca porque eu comecei a chorar quando percebi o que tinha feito (não foi por mal, obviamente);
  6. O meu sonho em miúda era ser caixa de supermercado (KEEP IT REAL GIRL!);
  7. Eu detesto ver-me com o cabelo molhado saída da água, acho que fico horrível;
  8. Ganhei um concurso de Holla-Up no Resort da República Dominicana;
  9. Quando tinha 8 anos quis participar numa procissão. Eu achava que aquilo era como no Carnaval de Torres porque era exactamente o mesmo processo: as pessoas ficavam à beira da estrada a ver pessoal mascarado a andar. A minha mãe lá alinhou no meu pedido e disse que eu tinha de escolher aquilo que queria mascarar para a procissão: pastorinha, anjo... Eu perguntei-lhe se podia ir de diabo. A minha avó teve um ataque e olhou para todos os lados para ver se as suas amigas da missa tinham ouvido. Não, eu não percebi a ofensa religiosa que estava a fazer na altura, eu só queria poder mascarar-me de Diabo, tal como faria no Carnaval de Torres;
  10. Eu não consigo dormir com as mãos ou os pés fora dos lençóis a não ter que alguém da minha confiança esteja a dormir do meu lado;
  11. Eu gosto de fazer mergulho mas não gosto de nadar à superfície sem sentir o fundo nos pés;
  12. Eu gosto de fazer arborismo, explorar florestas e até iria alinhar em selvas mas acampar deixa-me com a sensação de vulnerabilidade;
  13. Eu comecei a escrever histórias e contos em cadernos a meio do meu 2º ano de ensino primário;
  14. O meu sentido de orientação é fraco, fraquérrimo, perco-me com muita facilidade;
  15. O meu passatempo favorito quando não tenho absolutamente nada para fazer é comer bolachas no sofá enquanto vejo o que está nos Iphones das youtubers ou ver room tours e chorar porque o meu quarto não tem uma bandeja cheia de cremes Victorias Secret nem um pug escondido nas cómodas;
  16. Quando tocava violino, no final do ano havia sempre um recital para irmos ao palco fazer um solo, cada um. A minha professora marcou o meu para as 17:30h e eu percebi que o recital começava por volta das 17:30h. Eu literalmente corri pela planeia de violino na mão até ao palco enquanto o pianista fazia improvisos para segurar o público;
  17. A comida de cor verde afasta-me. Alfaces, legumes verdes, maçãs verdes... Não sei, se tiver mesmo, mesmo de comer eu faço o esforço e consigo mas geralmente repugna-me. Agora dizem-me "Então como é que comes quase 90% dos legumes para te armares em Nutricionista??", eu meto tudo na sopa e junto cenouras e batatas à bruta para o creme não ficar verde mas ter legumes verdes. Sim, sou uma espertalhona;
  18. Os cd's no meu quarto estão ordenados como um TOP, desde o que oiço com mais frequência até ao que está mais esquecido;
  19. Eu julgo muito os livros pela capa e não estou a falar da metáfora, estou a falar mesmo de livros. A edição tem de me conquistar e se não acontecer são raras as vezes que me consigo motivar a ler os livros. Um exemplo de um autor que conseguiu sobreviver a isso foi José Saramago, as suas edições eram péssimas. Agora são giras mas também já os li, não vale a pena agora...
  20. Já tive óculos graduados da Barbie e do Rato Mickey;
  21. Eu assusto-me com facilidade. Mesmo que eu veja a outra pessoa a esconder-se, se ela me fizer "Booo!" eu vou dar pulos e gritar de medo à mesma;
  22. Aquilo que eu mais gostava no Taekwondo eram os exercícios em que saltávamos contra a parede para dar impulso para o pontapé. E partir pedaços de madeira;
  23. Quando era miúda sabia os nomes de milhões de espécies de dinossauros e gravava um programa que dava sobre eles em cassetes para o voltar a ver nas 80h seguintes. Chateava toda a gente com factos sobre dinossauros. Dinossauros são fixes;
  24. Eu detesto plantas e detestava estudar sobre plantas, tinha notas miseráveis em tudo o que envolvesse botânica;
  25. Eu não consigo iniciar conversas de mesa, eu preciso de ser aquela pessoa a quem vocês começam a contar coisas enquanto como e depois eu ganho coragem para contar e desenvolver a conversa até vocês acabarem a comida há 3h e a minha comida estar fria;
  26. Eu sou louca por camarões. Doida. Camarões é vida;
  27. Não suporto Fernando Pessoa e quero poder dizer isto sem ser julgada por todos os doridos de pensar!!!;
  28. No cinema eu como sem problemas um menu grande de pipocas;
  29. Eu durmo de boca aberta;
  30. A minha refeição do dia favorita é o pequeno-almoço. Sentada à mesa, sem ser à pressa;
  31. Se disserem "fécula de batata" ou "pudim" na minha cara eu vou rir durante 10 minutos non-stop;
  32. Eu adoro sentar-me "à homem";
  33. Eu falo imenso do meu curso aqui no blogue mas, no dia-a-dia, eu sou hiper reservada em relação aos meus interesses académicos ou ao próprio entusiasmo pelo curso. Há pessoas que ainda hoje se devem perguntar porque é que eu estou em Nutrição;
  34. Eu não tenho guilty pleasures na música, eu oiço de tudo, mesmo que seja a coisa mais foleira de sempre, se eu gostar, eu vou ouvir;
  35. Uma pequena paixão secreta que eu tenho é por fotografar cavalos. Durante alguns anos eu ficava todos os finais de tarde sentada no picadeiro a brincar com a máquina e a tirar-lhes fotos. Já não faço isso há imenso tempo;
  36. Eu nunca usei aparelho/pintei o cabelo/fiz piercings/tatuagens;
  37. Eu já joguei um período de basquetebol com o pulso partido e encestei (that kind of badass, ya know?)
  38. Os meus primeiros ténis de basquetebol, velhos, gastos, lascados e com a tinta a estalar foram roubados quando os levei para a escola para depois os usar no treino. Ainda hoje estou para perceber quem havia de querer ténis rotos.
  39. Eu não bebo álcool/café nem fumo;
  40. Eu amava de coração trigonometria. Foi uma das minhas matérias favoritas, era barra;
  41. Eu toquei violino e andei num coro mas detestei a formação musical porque era a pessoa mais nova da turma (9 anos, a maior parte tinha 14, 15, 16) e a professora tratava-me mal ao ponto de eu estar a fazer ditados musicais na aula de lágrimas nos olhos. Fazia-me sentir completamente burra, ignorante e acéfala, inútil e incapaz de aprender. Mas eu amava a música e tentava aguentar-me naquelas duas horas. E aguentei.
  42. Eu prefiro mudanças automáticas do que manuais e eu acho que essa treta de "ah quem gosta de mudanças automáticas não tem prazer de conduzir" bullshit.
  43. Eu posso estar a ter o dia mais ordinário e cruel da minha vida mas sou incapaz de tratar mal um empregado num café/restaurante. Vou abordá-lo como se estivesse no topo da montanha;
  44. Uma das experiências mais giras que tive foi nadar com golfinhos;
  45. Eu uma vez recebi uma nota baixa numa apresentação (a única em toda a minha vida de estudante nas apresentações orais) porque estive "demasiado à vontade com o público a falar sobre o tema";
  46. Eu guardo todo o tipo de tralha que tenha um significado, há caixas no meu quarto cujo o conteúdo parece completamente inútil de guardar mas faz todo o sentido para mim. Seja um papel de chocolate partilhado ou oferecido por alguém especial, um post-it ou mesmo uma garrafa de coca-cola, se tiver significado, eu guardo;
  47. Eu gosto daquele hip-hop pesado, todo cheio de palavriado horrível e o pessoal todo a atropelar-se a dizer yeah. Eu adorava ir para os treinos a ouvir aqueles hits;
  48. Eu não sei comer com pauzinhos;
  49. Eu não tenho qualquer problema em partilhar as minhas piores caretas faciais porque eu acho que fazem mesmo parte de mim. Share the ugliness;
  50. Eu detesto batatas fritas de pacote normais, daquelas que só têm sal, para mim se é para javardar em batatas fritas têm de ter aqueles sabores que te deixam com um hálito horrível e cheiram a ração de cão. Se é para estragar, é à séria.

14 comentários:

  1. Já eu adoro Fernando Pessoa :P
    Mas também guardo todo o tipo de tralha que tenha algum significado para mim. É sempre bom ter detalhes para recordar um dia :)

    ResponderEliminar
  2. "No cinema eu como sem problemas um menu grande de pipocas" Somos iguais! O meu namorado quando vamos ao cinema até me rouba o pacote no inicio e diz (a gozar) "Só comes quando começar o filme" porque já sabe que eu como aquilo tudo num instante! ahah x

    ResponderEliminar
  3. Muitas vezes também dou por mim a dormir de boca aberta. O pior é quando adormeço assim num transporte público haha.
    Ainda bem que não sou o único que guarda tudo e mais alguma coisa que tenha significado. Para teres noção, até um copo de Starbucks tenho aqui.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  4. Sou igualzinha a ti na 21, 29, 32 e 49. Adoro estes posts e adoro saber mais sobre quem leio diariamente :)

    ResponderEliminar
  5. Li tudo e estou chocada pela quantidade de coisas com que me identifico. Chocada mesmo, nunca pensei que fossem tantas!

    ResponderEliminar
  6. Adorei todos os factos sobre ti! E identifiquei-me com tantos!

    ResponderEliminar
  7. Lembro-me que quando era pequenina e ficava um pouquinho em baixo, o meu primo mais velho dizia a palavra «pudim» vezes e vezes sem conta. «Pu Dim»; «Pu-Dim»; «Pudiiiiiim»; «Puuuuuu-dim-dim»! Eu ria-me tanto, ainda hoje não consigo evitar!

    ResponderEliminar
  8. Por acaso em relação à comida verde sou completamente o oposto. Principalmente no que toca a legumes e frutas, são sempre os meus preferidos, desde pepino, alface, brócolos, maçãs verdes, espinafres, etc.

    ResponderEliminar
  9. Team Camarões!!
    Identifico-me imenso contigo :D

    ResponderEliminar
  10. Identifico-me imenso contigo sabes? A cena dos palhaços principalmente ahah :D

    The eyes of a Mermaid | Facebook Page | Youtube channel

    ResponderEliminar
  11. Passei por este post e quero dizer duas coisas:
    1. Também gosto imenso de ouvir Cranberries a conduzir (ou em qualquer altura, na verdade)... relaxa-me!
    2. Pudim faz-me rir como uma louca. Ainda hoje, se o meu primo me quer animar, basta dizer puuu-dim; pu-diiim; pu-pu-diiIiim.

    Este textão és tão tu e é tão bom!

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)