quinta-feira, 27 de abril de 2017

LIVROS || Tudo, tudo e nós


Uma história muito peculiar que nos apresenta a vida de Madeline, uma jovem de dezoito anos que sofre de uma doença que é comummente denominada de "Menino bolha"; são pessoas que têm o seu sistema imunitário muito vulnerável e que não podem estar num ambiente que não tenha uma filtração de ar especial, não podem comer tudo, não podem tocar em objectos exteriores, não podem travar contacto com qualquer pessoa que se cruze com elas. Costumam, portanto, ficar fechadas em casa num alto sistema de limpeza do ar, da mobília e de selecção rigorosa da comida e das pessoas que podem entrar no seu ambiente. Este é o caso da protagonista, que nunca saiu da sua casa segura e limpa, para o mundo exterior. No entanto, conhece o seu novo vizinho, Olly, que lhe mostra que há mais vida além dos livros que lê e dos filmes que a fazem sonhar acordada.

Eu gostei da premissa da história. É diferente e muito invulgar. É uma história condenada, é o que imediatamente pensamos. E fiquei com um pouco de medo que tivesse um toque John Green - que, como vocês sabem, é o meu autor favorito (e quem achar que isto é verdade, não me acompanha há tempo suficiente) -. Não queria um relato de vítima. E devo dizer-vos que achei as personagens muito bem pensadas. Não temos vítimas, não temos narrativas depressivas e não temos visões passivo-agressivas sobre o mundo, embora a história deste livro esteja longe de ser um conto de fadas em todos os capítulos. São personagens que encontram sempre um caminho positivo no meio do caos e eu acho isso inspirador e adorável.

Sendo literatura juvenil, confesso que me senti impaciente com o exagero de desenhos e observações irrelevantes. A história tem algum excesso de fantasia - acho que há determinados acontecimentos na narrativa que são muito pouco realistas - e desejava mais conteúdo e profundidade. A linha temporal é rápida demais e eu preferia que a autora tivesse dedicado mais tempo a construir a história e a intensificar a profundidade dos assuntos que aborda - que são muito pertinentes e sérios! É leve para conquistar a malta jovem mas, confesso, eu queria mais corpo narrativo. Tinha potencial para ser extraordinário. Assim, é só giro.

Tem um final inesperado e cativante, tem um romance que nos faz cortar a respiração e torcer sempre pelos finais felizes e conquista-nos por nos deixar com os sentimentos à flor da pele. Vai sair, brevemente, a adaptação cinematográfica, que estou muito curiosa para ver porque estou a torcer para que ganhe a tal profundidade que acho necessária. Mas pela premissa da história, pelo carisma dos personagens, pelo final arrojado, eu não podia deixar de vos recomendar. 


P.S.: Um detalhe querido para pessoas que têm um coração de mel, como eu: a capa do livro foi desenhada pelo marido da autora. Eu derreto-me com estas coisas!

Autora: Nicola Yoon
Número de Páginas: 319

6 comentários:

  1. Quero imenso ler! Demonstrou-me um grande interesse e o pormenor da capa faz toda a diferença, para mim!

    Beijocas,
    ANDA DAÍ!

    ResponderEliminar
  2. Está na minha lista, ando com muita curiosidade com esse livro :)
    A capa sem dúvida é amorosa!

    Beijinhos,
    Sónia Rodrigues Pinto
    SHE WRITES

    ResponderEliminar
  3. nunca tinha ouvido falar!
    beijinhos

    ultimo post: http://eyeelement.blogspot.com/2017/04/madrid.html

    ResponderEliminar
  4. Não conhecia de todo, mas pelo que dizes parece ser uma boa leitura leve q.b.. E sem vibes de John Green :p

    Jiji

    ResponderEliminar
  5. Hello!! I love your blog !! your posts are really very interesting !! I wait in my blog, I have just published a post dedicated to the beauty of our hair. I wait for you
    http://loryschannelmakeupandbeauty.blogspot.it/2017/04/vuoi-dei-supercapelli-scegli-i.html?m=1

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)