quinta-feira, 27 de julho de 2017

FILMES || To The Bone


Ellen tem 20 anos e sofre de anorexia nervosa. Depois de inúmeras tentativas falhadas e expulsões em clínicas, a madrasta decide fazer uma última tentativa e consultar um médico com ideias de tratamento pouco convencionais e que desafiam a jovem a ver a vida além da doença.

Não estaria a falar sobre este filme se fosse mais um sobre anorexia. Não há tema mais saturado que este, seja em filmes, séries, novelas, trabalhos de grupo da escola. Já toda a gente (diz que) sabe o que é e quais são os sinais. To The Bone apresenta-nos a anorexia - e, por conseguinte, o seu tratamento - de uma forma completamente nova e muito desconhecida para os leigos da área da nutrição e da psicologia. Toca em vertentes da doença que raramente são falados nos meios comuns que acima referi. Mostra-nos vários tipos de pessoas que sofrem de anorexia e com fisionomias, géneros, e backgrounds familiares diferentes e eu acho isso muito interessante.

O tema é pesado, mas o filme é muito leve, jovem - como o seu elenco - e com muitos laivos de comédia, que aligeiram um tema cada vez mais urgente. Apesar de ser da área de nutrição, sou muito pouco fundamentalista em relação a tudo, inclusive no respectivo tratamento das pessoas, e gostei muito de ver a abordagem deste médico para o tratamento da anorexia - embora, em Portugal, fosse completamente irreal porque iria ser devorado por todas as Ordens possíveis e imaginárias -. Ainda assim, os seus métodos de diálogo com os pacientes, os exercícios que propunha, os desafios que lhes apresentava foram muito importantes para me enriquecerem profissionalmente. Só por este detalhe, eu recomendo imenso este filme a todos os meus colegas de nutrição e - muito importante - psicologia.
Um outro pormenor que me surpreendeu imenso foi descobrir que a própria protagonista do filme, Lily Collins, já sofreu de distúrbios alimentares. E só por esse facto eu admiro-a muito por ter aceite participar num desafio tão grande como este e fazer um retrato tão real da doença. Acredito que não tenha sido fácil.

To The Bone é um filme leve que retrata a anorexia tal como ela é, em todos os seus espectros: uma doença mental. Actual, envolvente e que nos coloca a reflectir sobre a imagem que temos do nosso corpo e sobre o quão complexa é esta doença - embora os vossos trabalhos de 8º ano e seguintes dêem a entender que não -.
Recomendo a toda a gente. Toda a gente. Precisamos de mais filmes assim, que nos dêem um choque. E para os meus parceiros de nutrição e psicologia, é obrigatório.

19 comentários:

  1. Vivi de perto durante muito tempo com a doença (não fui eu que a tive) e por norma é um ponto sensível para mim ver filmes sobre o tema mas este deixaste-me verdadeiramente curiosa. Sim, tens razão, é uma doença com importância máxima e há muita gente que relativiza... Vou com certeza ver, obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia e fiquei com bastante vontade de ver. Obrigada pela sugestão, Inês. :)
    Beijinhos.

    https://bloomblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Eu já vi este filme e achei-o super interessante contudo o final não foi, de todo, o esperado! Tem vários momentos que me deixaram bem confusa mas no fim tudo se percebeu! Gostei bastante!

    Beijinhos!!
    Black Rainbow Instagram

    ResponderEliminar
  4. Estou curiosíssima com esse filme! Li há pouco tempo uma notícia que me deixou indignada, que referia que Lily Collins tinha se cruzado com uma mulher que ela conhece há bastante tempo na rua e que esta elogiou o seu corpo. Lily tentou explicar o porquê de ela estar assim tão magra mas a mulher ainda quis saber o que ela estava a fazer para estar assim. É por estas coisas que acho que nunca é demais falar sobre a anorexia ou qualquer outro transtorno alimentar. Infelizmente ainda há muitas pessoas que não tem noção de quando alguém está magro demais e precisa de ajuda, aliás, há pessoas que consideram bonito a magreza extrema. Pode ser que este filme ajude a mudar mentalidades.
    Beijinhos! <3

    MARY WITH LOVE

    ResponderEliminar
  5. Damn! Vou ter de ver. Sou tão sensível a este assunto, mas vou ter mesmo de ver. Obrigada pela sugestão, Inn <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acabei o filme a reflectir muito, deixou-me cheia de receio. É mesmo intenso. Não sei bem expressar o que senti. Beijo enorme e obrigada mesmo!

      Eliminar
  6. Já li muito boas críticas ao filme e à actriz, de que gosto muito por sinal. Tenho mesmo que ver.

    ResponderEliminar
  7. Se por um lado quero ver este filme porque, tanto pela tua descrição como pelo trailer, fiquei interessada, por outro tenho receio que me faça demasiada confusão. Sou bastante sensível a temas deste género - ainda para mais quando são visualmente explícitos. Eu nem em um milhão de anos dava para ser médica, pois não tenho nenhum à vontade com qualquer tipo de doença.

    ResponderEliminar
  8. Acabei de ver o filme, e fiquei mesmo bem impressionada. Lidei muitos anos de perto com esta doença, sei o quão destruidora é, e senti que estava muito bem retratada. Pode ser que ajude a mudar mentalidades e a que se deixe de ver a anorexia como uma "mania das magrezas"!

    ResponderEliminar
  9. Parece ser muito importante e interessante! Obrigada por trazeres sempre boas sugestões!

    ResponderEliminar
  10. Obrigada por trazeres sempre tão boas sugestões:). A última sugestão tua que segui foi a série " Genius" e adorei.
    Parece-me ser um filme interessante. O cinema, A televisão e os livros estão sempre a abordar a anorexia da mesma forma, pelo que seria muito interessante ver algo com uma perspetiva diferente.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  11. a minha opinião é muito semelhante a tua: acho o filme mesmo cru em alguns aspetos e retrata mesmo bem algumas coisas que pessoas que nunca passaram por isto nem sonham
    a única coisa que me deixou um pouco desapontada foi o final mas esteve muito bem o filme :)
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Ainda não vi e concordo contigo a anorexia é um tema saturado, mas como tenho lido só críticas boas do filme, quero muito ver. Gostei do pormenor da própria actriz sofrer do mesmo problema, algo que transmitirá mais veracidade ao filme, a meu ver. Obrigado pela dica e pelo óptimo texto :)

    Bitaites de um Madeirense

    ResponderEliminar
  13. Enquanto futura médica, e tendo em conta a forte probabilidade de lidar com situações destas, vou levar a tua recomendação e ver já o filme!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  14. Não costumo ver filmes sobre anorexia precisamente porque é um daqueles temas já muito saturados e é difícil fazer uma boa seleção e saber se sera um filme bom ou não sem ter que o ver, mas já não és a primeira pessoa a fazer uma critca positiva a este filme... estou a ficar convencida e com vontade de o ver.

    ResponderEliminar
  15. É-me um nome desconhecido, no entanto, fiquei curiosa para explorar o filme! Obrigada pela sugestão!
    Beijinhos,

    LYNE

    ResponderEliminar
  16. Finalmente encontro uma crítica positiva a este filme!! Vi-o há uns dias e tal como tu gostei bastante da abordagem que tomaram, especialmente a cena da terapia com a família

    ResponderEliminar
  17. Gosto muito dessa atriz! Já tinha visto o trailer e pareceu-me bastante interessante. Irei colocar na minha lista dos filmes a ver!
    https://bolacha-mariaa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)