sábado, 1 de julho de 2017


Junho passou a voar e foi muito desafiante e surpreendente, em todos os sentidos. Foi um mês em que me senti irrequieta no bom sentido, cheia de planos e de combinações registadas na agenda, o que inevitavelmente resultou em memórias incríveis e muitas provas de que sou uma miúda corajosa - em muitas vertentes -. Entramos nos meses quentes, com o Sol a brilhar e só há luz no interior destes Favoritos. Prometo.





Quem se recorda da história do meu vestido dos sonhos? Falei sobre essa história nos Favoritos de Abril, mas só este mês é que o estreei e foi o meu visual preferido do mês, da Bershka. Elogios não faltaram e todos eles incluíam um "esse vestido é tão Inês!" ou "parece que o corte foi mesmo feito só para ti, assenta-te que nem uma luva!" Sempre que o visto, sinto-me mais Inês do que nunca. Adoro o corte, o pormenor traçado, os folhos que estão na quantidade certa, o tom vermelho e quente do vestido e o seu padrão. Faz-me recordar as ruas animadas de Havana e, sempre que o visto, lembro-me do calor de lá e das músicas alegres que tocavam na rua e nas rádios dos táxis. O vestido mais Inês de sempre!



Encontrar bons calções tem sido uma batalha. Detesto esta nova tendência de fazer os calções de ganga em tecidos elásticos. Não favorecem a perna e começam a subir pela coxa enquanto andamos, ficando tão curtos que se torna impossível andar sem puxar constantemente os calções para baixo. São poucos os modelos de ganga normais, que não sejam demasiado curtos e, ainda, de cintura subida. Procurei em todas as lojas e nada. Até que encontrei estes na Pull & Bear e são, neste momento, os meus calções preferidos do Verão. Os calções estão referidos como Mom Fit, mas eu simplesmente apelido-os de "calções absolutamente normais que não comprometem a vossa imagem" porque não são elásticos, não se colam às coxas, não sobem e são de cintura subida. Se, como eu, também estão a travar esta batalha, recomendo-vos muito estes. Não encontrei outros semelhantes em mais nenhuma loja.




Apaixonei-me por estas sandálias, da Seaside, assim que as vi. Já tenho algumas de cunha, que adoro, mas precisava de encontrar um par de sandálias rasas, porque não tinha nenhumas e, em alguns visuais, acho que favorecem mais. E precisava ainda que tivessem um design versátil, que combinasse com praticamente tudo o que está no meu armário. Acho que, ao longo dos Favoritos destes anos todos, vocês têm vindo a aperceber-se de que sou muito exigente nas peças de roupa e calçado que escolho.
Estas preencheram todos os requisitos; rasas, muito confortáveis, com um efeito rede que eu acho giríssimo e que deixa o pé mais bonito, e com um tom de dourado maravilhoso mas muito subtil. Uma vez que a maior parte das minhas peças de roupa, no Verão, são vermelhas, brancas ou azuis escuras, acho que acertei no par ideal. São as típicas sandálias simples, mas nada aborrecidas.


Vi este anel quando ainda nem estava em saldos. Fazia parte de um conjunto de anéis da Pull & Bear e era lindíssimo. O problema era que todos os restantes eram muito feios e 90% deles não passavam nos meus dedos (nós de basquetebolista, lembram-se?). Recusava-me a dar oito euros por um anel e o seu gang que não me servia e desisti dele. Até que voltei a encontrar esse conjunto já em saldos, por dois euros. Já não me importava que o restante conjunto fosse horrível e não me servisse porque dava livremente os dois euros só pelo que gostava. Tem sido o meu queridinho.
Adoro o seu design peculiar e futurista. O arco em volta dá-lhe um ar tão único e original, que vai de encontro ao meu estilo e que combina bem com os meus visuais. Saí vencedora neste caso de amor.



Em noite de Santos Populares, decidi arriscar e apostar num batom vermelho. Acreditem que é uma decisão ousada, para mim, sempre envergonhada. No meu caso, este tipo de decisões são sempre muito "corajosas". A escolha foi este Raspberry Kiss, nº 43, da Cien, que adorei. Não gosto de batons vermelhos em tons alaranjados porque acho que, em mim, não me favorecem. Mas adoro um bom tom de vermelho fechado, rosado, queimado. E gostei imenso desta cor, acho que me favoreceu um pouco e fez-me sentir bonita, que é o propósito da maquilhagem e das roupas, na minha opinião.

Pela primeira vez, este mês, experimentei biscoitos da sorte. Embora a bolacha seja muito boa - com um forte sabor a baunilha - a verdadeira hype de um biscoito da sorte é a mensagem escondida, claro! A previsão. Não é que acredite nestas coisas, mas acho que tem tanta piada! E até tive, de facto, sorte, já que todos os meus biscoitos tinham mensagens bonitas e promissoras, coisa que a minha companhia não pode dizer, uma vez que teve azar na maior parte das mensagens que lhe calhou. Ups!

Foi o regresso de Sarah Addison Allen e há muito que aguardava mais um livro dela. A Magia das Pequenas Coisas já tem uma review disponível no Bobby Pins, aqui.
Eu ainda faço parte daquela minoria que fica entusiasmada quando um novo filme dos Piratas das Caraíbas é lançado. Este não foi excepção. Depois da desilusão que tive com o último - que já vi que não é partilhada, porque toda a gente adorou esse filme -, este voltou a conquistar-me e a arrancar-me gargalhadas. Adorei a história, saber mais sobre o passado dos nossos piratas preferidos e do women power que o filme evidenciou, com uma heroína muito inteligente. Saí do cinema radiante!

Em Junho ainda regressei ao cinema, para ver Gru, o Maldisposto 3. Eu tenho de confessar que, deste universo, o único filme que tinha visto foi o Minions, porque adoro-os e queria saber qual era a história deles. Fui, portanto, um pouco às cegas em relação a este filme, e sem grandes expectativas. Mas adorei. O Gru descobre que tem um irmão gémeo e percebe que, por vezes, as nossas diferenças podem complementar-se em vez de nos afastar. E a pequena Agnes descobre um unicórnio muito mais especial que o seu peluche! Dei umas valentes gargalhadas e adorei o vilão, pessoalmente. Acho que, se quisesse dominar o mundo, faria exactamente ao mesmo estilo que ele, especialmente na "música de criminoso" - quem já viu o filme vai perceber -.

A série El Príncipe voltou a dar, na RTP2 e eu estou radiante por rever todos os episódios. Já falei dela, nos Favoritos de Agosto do ano passado, portanto, para saberem mais sobre a história, acedam a esse link.

Claro que tinha de mencionar a minha série preferida, Genius. Só a descobri este mês e já subiu ao topo do pódio, só para verem como me conquistou por completo. É estimulante, real e tão interessante. A NatGeo superou todas as expectativas. Se querem saber mais pormenores e mais detalhes sobre as razões pela qual a adoro, vejam a review que escrevi aqui.

Junho foi um mês maravilhoso, no que toca a música. Depois de quatro anos à espera, os London Grammar lançaram o seu segundo álbum. É sempre muito exigente conseguir superar o sucesso de um álbum de estreia. Conseguir entregar aos ouvintes músicas novas, que fiquem na memória e no ouvido dos que já gostavam da banda e já consideravam as músicas do primeiro álbum autênticos hinos. Mas, na minha opinião, conseguiram na perfeição. As letras são fenomenais e as músicas estão soberbas. Na playlist do mês vão encontrar as minhas músicas preferidas do álbum (excluí todos os singles porque esses foram lançados ao longo do ano e já os tinha incluído nas playlists dos meses correspondentes ao seu lançamento). Escusado será dizer que estou e pulgas para os ver, este mês, no Super Bock!
Fiquei ligeiramente desiludida com o adiamento do EP dos Coldplay, mas eles compensaram com a All I Can Think About Is You, que eu acho que tem tanto uma vibe do antigo estilo deles (especialmente na instrumentalização dos minutos finais). Fiquei apaixonada e ouvi esta música vezes e vezes sem conta. 
Os alt-J também lançaram o seu novo álbum, no qual eu estava entusiasmadíssima porque seriam três das minhas bandas preferidas a darem ares de sua graça mas - e consciente de que vou ser apedrejada em praça pública - eu achei que o álbum ficou aquém das minhas expectativas. Não me conquistou, salvo uma ou outra excepção. Eu sei que toda a gente tem adorado e que não faltam elogios mas, para mim, não me convenceu. Still, têm uma das músicas que eu gostei na playlist! Não é o melhor cover, mas eu achei a música tão, tão, tão bonita!
Foi o mês dos Santos Populares e de cantar os refrões que sabemos de memória. Das músicas bonitas, vindas do sotaque quente do outro continente. Das viagens de carro a ouvir discos gravados durante concertos. De me apaixonar por tantas músicas de Halsey. De sentir que o meu coração foi lido por uma série de letras, vindas dos mais variados intérpretes.

 

Junho começa sempre com o dia da criança que, no meu caso, foi celebrado com um jantar despreocupado e com uma ida ao cinema. Aliás, o meu mês começou com cinema e terminou com cinema. Que mais poderia pedir? 
Foi um mês desafiante, que incluiu um torneio de basquetebol que decorria de madrugada. Não sei, ainda, como consegui manter-me desperta, já que sou conhecida por ser a "Bela Adormecida", mas foi tão divertido e tão bem aproveitado entre gargalhadas, bifanas e galhofa pegada. Valeu a pena ir para casa às seis da manhã. Já tinha saudades de jogar.
Em Junho, revi as amigas que a Faculdade e a vida afastam de um convívio diário. Entre risadas e histórias mirabolantes, pusemos a nossa vida em dia umas com as outras, incluindo a saudade. Foi o mês em que regressei a Sintra, matei saudades do meu restaurante preferido de lá e senti-me em casa, como sempre.
Um dos momentos mais especiais deste mês foi o meu reencontro com a minha pequena Belka. Assim que a vi, o meu coração insuflou e acho que ainda não parou de crescer, de tanto amor que lhe reservo, de tanto que a quero cuidar. É o início de mais uma aventura, de novas memórias. Tenho tantos planos e miminhos reservados para este peluche gordinho!
Marcou o início de Verão e, com ele, o início dos jantares no jardim, que acabam de madrugada e com muitos brindes e fatias de bolo. Foi mês de Santos Populares e de, finalmente, poder voltar a festejá-los com uma mão cheia de amigos felizes, uma noite maravilhosa, muito cheiro a grelhador, muitas músicas para se dançar e cantar, muitas subidas e descidas (não previstas) pela Graça fora e ainda com tempo para conhecer, pela primeira vez, alguém da blogosfera - espero ter feito boa figura, Melvin! - e ainda ver o amanhecer de um miradouro.
Como disse, foi um mês desafiante e isso inclui um pagaio na mão e uma aventura aquática incrível. Mas não fica por aqui, porque também marquei presença na festa da natação da Física e o meu primeiro mergulho em Santa Cruz, na água bem gelada!
Almoços despreocupados, primeiras idas à praia para chamar de volta o bronze que o Senegal pintou, leituras tranquilas ao final do dia, na varanda, encontrar (ao acaso) mais um romance novo da minha romancista preferida, aproveitar os saldos e a companhia incrível da mãe e lanches de gelado na esplanada também estiveram incluídos.
Para terminar, o baptizado da Leonor, bem cor-de-rosa e adorável, com o tema da decoração dedicado a mulheres que marcaram a História nas mais diversas áreas, pormenor que eu achei maravilhoso. Assim foi o meu Junho; ocupado, desafiante, com surpresas pelo meio, mas tão bom. É assim que eu gosto dos meus meses: preenchidos! 
Obrigada à minha família, pelos momentos maravilhosos que me proporcionou, em especial, este mês. Arranjamos sempre mil e uma desculpas para estarmos sempre juntos e isso é uma das particularidades que eu mais gosto em nós. Podemos ver-nos todos os dias mas queremos sempre estar juntos mais um bocadinho. De preferência, com um copo na mão e um maravilhoso prato à nossa frente.

Obrigada, Belka. Por voltares a dar-me uma alegria enorme, que não cabe no meu coração.

Este mês, tenho de dar um agradecimento especial à minha Ervilha; pelo convite para o torneio e pelo companheirismo que foi dividir isso contigo. Pelas horas que me ofereces para eu poder desabafar enquanto lancho contigo. Por, no momento de quebra de todas as festas, tu seres a que segura sempre a noitada até ao fim comigo e nunca me deixares na mão. Pela madrugada a conversar, na Alameda. Por nunca te faltar uma palavra amiga e por me ajudares, sempre, a assustar a Matos com histórias de terror. 

Obrigada Ana, Bea, Diogo, Joana, Raquel, Rui e Vanessa por terem dividido todos os momentos incríveis deste mês, comigo. Pelas chamadas ao telemóvel intermináveis, pelos almoços e jantares, pela noite de festa. Por estarem sempre comigo com um sorriso de orelha a orelha e uma palavra gentil para mim. Quando estou convosco, sinto-me muito querida por todos vós e sinto que tenho um lugar muito bonito no vosso coração. Obrigada pela vossa amizade e pelo vosso tempo para me fazerem feliz. Vocês são os melhores amigos que poderia ter.


Julho, vais ser muito musical. Que tragas boas surpresas também.

14 comentários:

  1. Apesar de termos estilos totalmente diferentes, noto que me identifico muito mais contigo no que diz respeito às roupas de verão. Nesta publicação de favoritos, nesse aspeto, usaria tudo (também eu ando à procura dos calções ideais, que não sejam elásticos nem demasiado curtos).

    ResponderEliminar
  2. Esse vestido é mesmo o vestido mais Inês de sempre! Eu ia escrever que o queria, mas aposto que a mim não me ficaria tão bem como q ti. Parece mesmo que o fabricaram para ti :).
    Obrigada por teres sugerido a série Genius, estou a adorar vê-la!
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho a certeza de que te ia ficar fabuloso, experimenta-o! Ainda por cima, já o vi nos saldos ;)

      Eliminar
    2. Obrigada :). Eu já passei pela loja da minha cidade, mas não o vi, secalhar já esgotou.

      Eliminar
  3. que nice! :) o vestido é muito muito giro! e os calçoes também ^^ tens tao bom gosto!

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
  4. Adorei o vestido. Já o tinha visto na Bershka e achei-o super giro, mas achei que não combinaria muito comigo. Em relação ao batom, ficaste super gira e realçou imenso os teus olhos ;)

    Beijinhos,
    La La Land

    ResponderEliminar
  5. O primeiro vestido é maravilhoso! <3

    Um beijinho dourado,

    Catarina

    ResponderEliminar
  6. Fizeste sim...melhor que eu. Haha :)

    ResponderEliminar
  7. Adorei o vestido e as sandálias, para não referir as músicas e os livros!

    ResponderEliminar
  8. Como sempre, uma publicação que nos deixa a todos com um sorriso :)
    Estive muito tempo sem escrever, mas de vez em quando ainda dava uma espreitadela nos blogues que seguia e o teu não podia nunca ficar de fora.
    E... finalmente voltei:
    https://o-bem-me-quer.blogspot.pt/
    Um grande beijinho, Inês *

    ResponderEliminar
  9. Eu escrevi um comentário ontem mas aparentemente isto não enviou e por isso vou tentar reproduzi-lo o mais autenticamente possível como se fosse a primeira vez a ler!

    Inês, eu podia parar de me repetir mas confesso que acredito mesmo que se trocássemos de roupeiro não iam haver stresses porque o nosso estilo é muito semelhante! Adoro sempre tudo o que vestes!
    Pequena curiosidade: o nó usado muitas vezes nas sandálias que mostras chama-se nó da amizade e é um nó decorativo que costumamos pedir aos nossos grandes amigos que façam no nosso lenço dos escuteiros, é um dos meus favs!
    Sê bem-vinda Belka, espero que sejas muito feliz junto dos Mota!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não fazia ideia do pormenor do nó, que interessante! Obrigada por partilhares :D

      Eliminar
  10. Como sempre, favoritos de tirar o fôlego. Perfeitas descrições da leveza da roupa, do brilho da cosmética, da melodia da música, da vivacidade dos filmes e séries, da intensidade dos momentos e agradecimentos.
    Tão belo ler-te, Inês. Não fazes ideia.
    O vestido é tão a tua cara que até fico sem palavras, esse vermelho nos lábios é algo que fico radiante que tenhas arriscado, porque te fica a matar, a série, pelo que descreves, parece mesmo interessante e cativante.
    Estes Favoritos foram tão simples e bonitos.
    Um bom Julho para ti, doce Inn, tu mereces! :)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)